VÍDEOS

Loading...

sábado, 1 de maio de 2010

Política X Político

Trago aqui algumas indagações minhas e de milhões de brasileiros que hoje assistem indignados aos desmantelos cometidos por nossos políticos (nossos! Fomos nós que os colocamos lá... Lembram?).
Em clima de CPIs, denúncias, acusações, mensalão e muito óleo de peroba (aja cara de pau!!!!), estamos assistindo a todos os episódios como se isto que hoje vem à tona fosse coisa nova.
Ora! Bem sabemos que o político enquanto candidato, ainda discursando sua plataforma perfeita em palanques, é o melhor ser humano da face da terra. Tudo em nome da sociedade a qual defende com unhas e dentes. Perfeito! Seria, se esse mesmo cara não fosse humano, cheio de falhas, e que se move conforme o ambiente onde vive e conforme sua índole, moral, preceitos, crenças, egoísmo, etc., etc., etc.
É justamente aí que a coisa pega! aquele mesmo cara certinho, cumpridor de seus deveres e obrigações, engajado na luta pelo povo se transforma assim que é empossado. Parece que ao descer do palanque tudo muda de figura. Alguns dirão: é culpa do sistema! já está assim faz tempo. Ou o cara entra no esquema ou não o deixam fazer nada! política é assim mesmo.
Será?
Temos mesmo que nos conformar com isso?
Em nome do poder (êta bichinho danado!) os caras fazem e desfazem e ficam impunes, simplesmente porque meteram nas nossas cabeças que o tal sistema (feito por eles mesmos) funciona dessa forma há muito tempo. Então temos que engolir que todo político tem seu preço. Que o cara a quem confiamos nosso voto é pouco confiável, pois poderá mudar toda sua plataforma assim que se deparar com o sistema imposto.
Será?
Prefiro acreditar que ainda tem jeito. Prefiro crer que o tal sistema (imundo!) ainda pode ser mudado.
Poder e política deveriam andar de mãos dadas para o bem, para construir uma sociedade mais justa e igualitária. Poder e político, não! Esses me parecem, que não devem se misturar. Existe um choque quando se encontram.
Fazer política não é para políticos. Não esses que hoje encontramos por aí.
Fazer política é para nós, o povo. Somos nós que elegemos essa massa que chamamos de políticos (empregados do povo). Portanto cabe a nós, o povo, a sociedade como um todo, fazer valer esses direitos, impondo nosso poder enquanto cidadãos e fazendo valer o voto que um dia entregamos a essa gente.
Mas daí me vem outro questionamento: entregamos ou vendemos nosso voto?
Se entregamos conscientes, então temos esse direito. Legal!
Mas se vendemos...Ih! que moral ou poder temos diante desses nossos colegas?
Então deixaremos assim:
Uma mão lava a outra e...
Colocamos todo o resto debaixo do tapete.
Agora me digam: de quem é a culpa?

Cláudia Maia
Escrito em: 17.06.2005 ( Não mudou nada!!)

4 comentários:

  1. Tia Cláudia, adorei o seu blog!
    parabéns !!!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito chiquetoso esse negócio de Blog!
    Vou espalhar pra todo mundo que tenho uma amiga que tem um.
    Brincadeiras a parte, Claudinha, parabens pela iniciativa.
    Acho legal que, mesmo com a vida atribulada, ainda encontres tempo para escrever pra gente.
    Coisas de uma verdaderias Tiazona.
    Beijo Grande
    Erisvaldo

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Erisvaldo! Deve ser o ócio ...rsrsrsrs

    ResponderExcluir